Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Diretor: 
Adriano Callé Lucas

“Tragédias como as de 2017, nunca mais”


Helena Amaro Terça, 11 de Junho de 2024

Duarte e Matias, de nove e 11 anos, respetivamente, não escondiam a emoção no final do desfile das forças em parada, que ontem encerrou as comemorações do Dia de Portugal em Pedrógão Grande. Um momento que não vão esquecer e que teve como ponto alto para os dois irmãos, a passagem dos paraquedistas. A mãe, Armanda Nunes, destacou o discurso do bombeiro Rui Rosinha, ferido com gravidade nos incêndios. Um testemunho emotivo, que emocionou igualmente os populares que se associaram às cerimónias. “Foi um apelo vindo do coração para que não se esqueça o território. É preciso recordar que também existimos, e que não é só Lisboa e Porto”, disse ao nosso jornal.

Leia a notícia completa na edição em papel.



Suplementos Temáticos