Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Diretor: 
Adriano Callé Lucas

Guia: Como planear as suas próximas obras em casa?


Conteúdo Patrocinado Quinta, 16 de Maio de 2024

Ainda que possa não parecer, a casa é um organismo vivo que precisa de manutenção diária. Como todos sabemos, manter a nossa habitação em perfeitas condições nem sempre é fácil, especialmente quando a necessidade de obras se começa a fazer sentir.

Seja porque o telhado começa a meter água ou seja porque nos cansamos da cor das paredes e queremos mudar, a verdade é que existirá sempre, no horizonte, uma obra para fazer na nossa habitação.

Se esse é o seu caso e está a preparar-se para fazer obras em casa, tome nota de tudo o que deve levar em conta antes de deitar mãos a esta empreitada.


Guia para planear as próximas obras em casa

1. Crie um orçamento

Antes, inclusive, de se preocupar em criar um orçamento, pense a fundo na urgência, necessidade e estética da obra, uma vez que não será exequível andar sempre a pintar paredes ou a mexer no telhado, por exemplo.

Após esta importante definição das suas prioridades, comece a fazer um orçamento onde não só inclua os potenciais gastos com materiais e mão-de-obra, mas também os custos com o financiamento do projeto.

Aproveite o conhecimento dos especialistas para calcular com maior precisão o custo da obra. Para além disto, faça uma prospeção de mercado com vista a encontrar empreiteiros que lhe ofereçam uma melhor relação preço-qualidade-tempo de execução.


2. Entregue o projeto a profissionais

Apesar de o seu sentido estético ser prevalecente, dependendo da envergadura do projeto e da sua complexidade, entregue a obra a profissionais especializados, como arquitetos, canalizadores, eletricistas e carpinteiros.


3. Logística: atenção ao tempo de duração da obra

Do planeamento deve constar o tempo estimado de duração da obra, já que isto terá impacto em todo o processo logístico, especialmente se tiver que ausentar-se da sua casa durante a execução do projeto.

Além disso, ao ter um calendário racional para a realização da obra, poderá criar um orçamento mais realista.


4. Financiamento

Todas as obras têm custos, mesmo as mais pequenas. Caso não queira tocar nas suas poupanças ou não tenha o dinheiro necessário para proceder a obras tão importantes e urgentes, como a substituição do telhado ou a colocação de capoto, aconselhamos a que recorra a um crédito para obras.

Em tudo idêntico a um crédito pessoal, o crédito para obras acaba, no entanto, por ser uma solução de crédito que oferece montantes, prazos de reembolso e taxas de juro mais adequadas a quem pretende partir para conseguir financiamento para levar a cabo obras em casa.

Esse é o caso do crédito para obras e pequenas reparações do Credibom. Em termos gerais, este crédito oferece-lhe montantes de financiamento entre 5 mil e 50 mil euros, prazos de reembolso que vão dos 24 aos 84 meses, TAN desde 12,25% e TAEG desde 15,17%.

A contratação é extremamente simples e, acima de tudo, rápida. Basta entrar na página de crédito para obras do Credibom, utilizar o simulador para calcular a prestação mensal em função do montante e prazo de reembolso escolhido e, caso o resultado lhe agradar, clicar na barra “Fazer Pedido”.

Neste momento, será reencaminhado para o preenchimento de um formulário online ao qual deve anexar os documentos solicitados e submeter o pedido. Se o seu pedido for aprovado, receberá o dinheiro pedido na sua conta bancária em apenas 48 horas.

Nota: o crédito para obras do Credibom não tem despesas de abertura de contrato e está sujeito à apresentação do orçamento detalhado das obras a efetuar.


5. Pedir uma licença camarária

Em função da dimensão da obra ou do tipo de alteração que pretende fazer na habitação, poderá ser necessário pedir uma licença camarária.

Em termos legais, se for necessário colocar andaimes na via pública, utilizar contentores específicos para a recolha do lixo produzido na obra ou tiver de pintar o exterior da casa de uma cor diferente da original, terá, muito provavelmente, de ter uma licença camarária e afixá-la em lugar visível.


6. Notifique os seus vizinhos

Por mais pequena que seja, uma obra vai sempre produzir barulho e lixo. Como ninguém gosta de levar com este tipo de incómodos, se tem vizinhos, notifique-os que vai realizar obras em casa e tente chegar a um compromisso quanto às horas do dia em que poderá fazer barulho importunando o mínimo possível.




Edição de Hoje, Jornal, Jornais, Notícia, Diário de Coimbra, Diário de Aveiro, Diário de Leiria, Diário de Viseu