Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Director: 
Adriano Callé Lucas

“Já sabia que aquilo ia dar para o torto”


sexta, 17 fevereiro 2017
O ex-companheiro da mulher assassinada a tiro em São João de Tarouca, em Outubro de 2015, mostrou-se ontem convencido de que o alegado homicida, o taxista Benjamim Santos, também o queria matar. Benjamim Santos, de 54 anos, está a ser julgado no Tribunal de Viseu, acusado de dois crimes de homicídio qualificado, um consumado e outro na forma tentada. Segundo a acusação, Benjamim Santos disparou contra Leonilde Almeida, que acabou por falecer, e o ex-companheiro desta, José Delmar, devido a divergências relacionadas com estabelecimentos de restauração que exploravam, situados lado a lado. José Delmar, que foi ouvido ontem de manhã, admitiu que depois de Leonilde Almeida lhe ter telefonado a avisar que estavam a colocar uma vedação a separar as esplanadas dos dois estabelecimentos, se dirigiu para lá munido de um pau, porque "já sabia que aquilo ia dar para o torto".
Leia a notícia completa na edição em papel.

Diários Associados